You are here
Bizarro Ciência 

Parasitas que transformam os hospedeiros em zumbis reais

 

Existem parasites que parecem ter saído de um filme de terror, ou talvez esses pequenos vermes tenham sido utilizados como inspiração para os mesmos. Mas uma coisa é certa, devemos agradecer que eles (ainda) não são uma ameaça aos humanos, abaixo você conhecera o que essas criaturas bizarras podem fazem para sobreviver.

 

Pseudacteon
Pseudacteon

Relacionadas com as moscas de fruta inofensivas, as moscas Pseudacteon têm um apetite muito mais sinistro. A fêmea põe seu ovo no corpo de uma formiga gerando um minúsculo verme que acabará por se mudar para a cabeça da formiga, para em seguida devorar seu cérebro. Isso não vai matar a vítima, mas fará com que o corpo da formiga (tecnicamente morta) fique perambulando sem rumo por dias a fio, até que a cabeça da formiga simplesmente caia de seu corpo. A larva irá usar a cabeça cortada como um casulo, até transformar-se em uma nova mosca e sair voando para encontrar seu próximo companheiro. (Isso que é perder a cabeça!)

 

Ribeiroia
Ribeiroia

Embora esse parasita não tenha qualquer controle da mente extravagante como outros. Para se perpetuar, transforma seu hospedeiro em um monstro. As vítimas aqui são girinos, esse parasita vai mexer com o desenvolvimento do girino para criar deformidades terríveis. Rãs infectadas podem ter inúmeros braços e pernas, deformados em ângulos aleatórios, tornando extremamente difícil para elas nadar ou pular. O único propósito desta transformação extrema é fazer com que o sapo seja capturado e comido por um pássaro predatório garantindo um voo livre de escalas para o próximo lagoa. (A morte pede carona???)

 

Glyptapanteles
Glyptapanteles

Há muitas espécies de vespas “parasitóides” cujas larvas se desenvolvem nos corpos de outros insetos, principalmente das lagartas. Muitas delas podem alterar o comportamento do seu anfitrião, mas a Glyptapanteles pode ser uma das mais chocantes. Como outras vespas parasitóides, as larvas acabarão por comer seu hospedeiro de dentro para fora, após a lagarta gerar casulos e estes se desenvolverem em adultos, mas no caso da Glyptapanteles, esse processo não matara a lagarta. Em vez disso, o anfitrião parcialmente comido vai ficar de guarda ao longo dos casulos das vespas, cobrindo-os em camadas de seda e protegendo de outros insetos. Quando os parasitas terminam sua metamorfose, e emergem de seus casulos como vespas, a lagarta zumbi finalmente morre de fome e exaustão. (Bem sinistro!!!)

 

Fonte: Toptenz

 

Deixe seu Comentário

Related posts

Veja Mais Novidades





Tablóide News